2 de jan de 2011

RESOLUÇÃO DE ANO NOVO: FAÇA A SUA FUNCIONAR


Resoluções de fim de ano muitas vezes ficam mais no campo dos desejos e intenções do que no dos planos e realizações; e assim acabam não gerando as mudanças práticas que geralmente expressam.
Na prática elas acabam funcionando mais ou menos como uma oficialização da procrastinação: “quero mudar tais e tais coisas na minha vida, mas só vou começar a fazer algo de prático a respeito depois que o ano virar".

Embora elas possam ter algum valor na motivação (mesmo se for como uma espécie de prêmio de consolação para quem não consegue mudar de verdade, mas ao menos pode acreditar estar decidindo algo a respeito), que vale muito mais tomar a atitude desejada desde já, não importando em qual área da sua vida.

Se quer mudar, pra que adiar?
Na vida cotidiana, faz pouco sentido tratar o ano novo (que, para piorar, muitas vezes é definido como “depois das férias” ou “depois do carnaval”) como se fosse a folha em branco na qual você terá como escrever uma história completamente nova.
                                
Todos os seus hábitos, seus conhecimentos, suas obrigações continuarão valendo assim que estourar o último dos foguetes na madrugada de primeiro de janeiro. Curtir a vida, ou fazer alguma mudança que você deseja para si mesmo, não é algo que deva ser postergado assim. Se você gosta de resoluções de ano novo, que tal tentar fazer diferente desta vez? 
</