31 de jan de 2011

COMO CONSERVAR E GUARDAR ROUPAS DE LÃ

Com a chegada do verão sempre guardamos as roupas de inverno. Mas quando começa a esfriar, quem não gosta de tirar do armário uma roupa de lã macia, bonita, como se tivesse acabado de sair da loja? Pois, alguns cuidados na hora de lavar e de guardar podem garantir que ela continue assim. 

Falta de espaço
Se você tem muitas peças de lã e falta espaço no armário para guardar todas elas, use o Space Bag médio, um saco americano de compressão a vácuo que reduz até 5x o volume das roupas, além de proteger contra mofo, ácaros e umidade.
 
Lavagem
A peça é virada pelo avesso para lavar, com sabão neutro e água fria. A água quente ou morna, pode encolher a peça. A máquina de lavar também pode ser usada. Mas coloque a peça dentro de protetores de roupas delicadas antes de lavar. Tentar usar sempre as mesmas tonalidades de cores na hora que for colocar na máquina e fazer a regulagem da máquina para fazer a lavagem só no processo mais delicado da máquina. Processo mais violento pode danificar a peça. Pode centrifugar, mas também no processo mais delicado.
 
Secagem
Lembre que o tricô molhado não pode ser torcido para não deformar. O ideal é colocar sobre uma toalha e depois ir enrolando para ir tirando o excesso de água que fica absorvido pela toalha. O melhor é secar a peça deitada sobre um varal, sempre na sombra. Quem não tem espaço, tem que ter cuidado. Assim não se deve secar o tricô porque como a água pesa, então acaba deformando a peça. Então sempre pelo meio. De preferência não coloque prendedor, pois pode marcar.
 
Passar
Na hora de passar, o ferro não deve encostar na lã. O próprio vapor já faz com que o calor do ferro, faz com que a peça vá alisando e tire o amassado. Quem não tem ferro a vapor, usa o paninho. Usa o ferro com um paninho e do lado do avesso. Outra opção é proteger a roupa com telas especiais anti-brilho.
 
Bolinhas
Quem já não teve uma roupa cheia de bolinhas? Estica a peça, deixa a lâmina bem firme, e puxa bem forte, pressiona bem no fio e vai puxando. Se ela não for usada corretamente pode romper a peça e acabar furando, então tem que cuidar muito na hora de usar a lâmina. Nunca faça isso em roupas trabalhadas. Existe o "papa bolinhas" que funciona muito bem e é fácil de achar no mercado.

Guardar
Evite pendurar em um cabide, que pode deformar a roupa. Se for passar de uma estação para outra, guarda em um saco de tnt, de preferência preto, para iluminação não tirar a cor da peça, não desbotar. Você também pode usar sacos de algodão. Com esses cuidados, aquela blusa charmosa, aquele caso elegante, ainda vão aquecer você durante muitos anos.

Fonte: OZ!

Share/Bookmark

21 de jan de 2011

IDEIAS DE ESPAÇOS ORGANIZADOS





 



Share/Bookmark

20 de jan de 2011

DICAS DE ORGANIZAÇÃO


Alguns truques para deixar a casa em ordem e fazer seu espaço e seu tempo renderem. Não há decoração que resista à bagunça.


Video: Tv Casa

Podem comentar se seguem alguma dica ou se vocês têm alguma sugestão, ok!

Fonte: Tv Casa

Share/Bookmark

2 de jan de 2011

PALAVRAS "MÁGICAS" PARA A FELICIDADE

É bom que desenvolvamos o hábito de pensar palavras positivas em nossa vida. Nossa mente é muito poderosa e precisamos usar esse poder a nosso favor. Dizem que se logo ao amanhecer pensarmos: “que dia bonito, vai ser muito produtivo” ou “que dia ruim, estou sentindo que irá dar tudo errado hoje”, em qualquer um dos dois casos estaremos certos.
 
Experimente escolher algumas palavras ou frases entre as citadas a seguir e pensar nelas várias vezes ao dia. Se possível durma pensando essas palavras. Saiba que elas entrarão em sua vida aos poucos, e aí você terá conseguido o que deseja.

As palavras e frases são:
Felicidade, saúde, amor, prosperidade, alegria, esperança, segurança, confiança, maravilhas, bondade, sucesso, fé, sabedoria, prazer, liberdade, amizade, abundância, obrigado, paz, progresso, afeto, vitória, desejo, força, luz, projetos.  Ótimo, fortuna, realização, caráter, simpático, positivo, vencer, construir, admirar, riquezas, futuro, sorrir, útil, entusiasmo, doce, serenidade, beleza, bênçãos, dinheiro, agradecimento, sonhar, conquistar, carinho, sorte, melhorar, harmonia, acreditar, vida, paixão, comprometimento, perfeição, aprendiz, fertilidade, hoje.

A vida é boa.
Hoje será um grande dia.
Vai dar tudo certo.
É claro que posso.
Eu tenho saúde, tenho alegria, tenho entusiasmo.
Eu sou um campeão.
Eu nasci para o sucesso.
Vou realizar meus sonhos.
Eu mereço ser feliz.
O mundo é fértil em oportunidades.
Eu conquistarei.
Eu sou capaz e posso sempre melhorar.
Eu amo a vida.
Eu me amo.
Esperança no futuro é poder no presente.
Eu posso. Eu consigo. Eu vou. Hoje. Agora. Já.

Share/Bookmark

RESOLUÇÃO DE ANO NOVO: FAÇA A SUA FUNCIONAR


Resoluções de fim de ano muitas vezes ficam mais no campo dos desejos e intenções do que no dos planos e realizações; e assim acabam não gerando as mudanças práticas que geralmente expressam.
Na prática elas acabam funcionando mais ou menos como uma oficialização da procrastinação: “quero mudar tais e tais coisas na minha vida, mas só vou começar a fazer algo de prático a respeito depois que o ano virar".

Embora elas possam ter algum valor na motivação (mesmo se for como uma espécie de prêmio de consolação para quem não consegue mudar de verdade, mas ao menos pode acreditar estar decidindo algo a respeito), que vale muito mais tomar a atitude desejada desde já, não importando em qual área da sua vida.

Se quer mudar, pra que adiar?
Na vida cotidiana, faz pouco sentido tratar o ano novo (que, para piorar, muitas vezes é definido como “depois das férias” ou “depois do carnaval”) como se fosse a folha em branco na qual você terá como escrever uma história completamente nova.
                                
Todos os seus hábitos, seus conhecimentos, suas obrigações continuarão valendo assim que estourar o último dos foguetes na madrugada de primeiro de janeiro. Curtir a vida, ou fazer alguma mudança que você deseja para si mesmo, não é algo que deva ser postergado assim. Se você gosta de resoluções de ano novo, que tal tentar fazer diferente desta vez? 

Resoluções mais concretas
Não é necessário ser nenhum gênio do gerenciamento de projetos para aumentar as chances de a sua resolução de ano novo dar certo.
O essencial é dar um passo além, saindo do terreno das intenções e entrando no dos planos.
Eis aqui algumas sugestões de como fazer:
  1. Limite a quantidade: não é razoável imaginar que você conseguirá mudar vários pontos da sua vida de uma vez só, baseados em uma lista de resoluções de ano novo. E a própria quantidade de desejos que muitas pessoas colocam na sua lista de expectativas para “o ano que vem” ajudam a dar uma desculpa para descumprir. Escolha bem, escolha poucos, e leve a sério – se possível, defina um único objetivo!
  2. Junto com o seu objetivo defina uma meta: os objetivos de ano novo já compartilham entre si uma característica de meta: têm prazo definido por natureza: serão executados “no ano que vem”. Então aproveite e defina o seu único objetivo já na forma de uma meta desafiadora, alcançável e mensurável. Alguns exemplos (que deixam de mencionar o horizonte temporal por razão óbvia): perder 6 kg sem voltar a recuperá-los, praticar esportes 3x por semana durante, estudar 6h por semana, economizar 8% do salário todos os meses para comprar um carro, ou o que quer que seja. Mas defina com clareza! 
  3. Crie o plano de ação associado: da meta precisa nascer o plano de ação, que neste caso simplificado pode tomar a forma de uma lista simples de atividades que conduzirão ao objetivo desejado: parar de tomar refrigerante em casa, tomar café da manhã reforçado e jantar menos, caminhar 60min quatro vezes por semana, parar de fazer “refeições” em lanchonetes e etc. 
  4. Não tenha medo de ser gradual: mudanças radicais também podem ser atingidas em passos pequenos. Se puder, defina seu plano de ação pensando grande, mas começando pequeno, nenhum sedentário começa a correr fazendo 12 km por dia. Associe metas temporais, ou já preveja a periodicidade em que irá revê-las.
  5. Acompanhe a execução de olho no calendário: você pode definir em qual mês irá realizar determinadas atividades do seu plano. Por exemplo: se o objetivo é aprender inglês básico para poder viajar no final do ano que vem, e se março chegar e você ainda não tiver se matriculado em um curso, já vai dar para saber que a coisa não está indo bem. Se a intenção é perder peso, você pode quantificar metas (realistas!) para cada mês. Mas não quantifique apenas o efeito (a perda de peso), e sim os processos (número de horas de caminhada semanais, redução de refrigerantes, etc.) 
  6. Comece já: Após definir seu plano, registre-o detalhadamente (será um contrato de você consigo mesmo!) e comece imediatamente a segui-lo. Não esperar o ano que vem começar pode ser um grande fator de motivação. E esperar o ano que vem começar, dando a si mesmo algumas semanas para agir ao contrário do que você planeja para o futuro, é simplesmente uma forma de se enganar. 
  7. Siga o plano: Projetos pessoais e definidos informalmen-
    te não têm grandes chances de sucesso se você não se esforçar para seguir o que planejou, ou para alcançar as metas que definiu. Cabe só a você! 
    E tenha um feliz 2011!

Fonte: Efetividade.net

Share/Bookmark